• contato99

5 tendências que impulsionarão o turismo nos próximos anos


Os suecos estão viajando menos de avião por causa de questões ambientais, mesmo com a economia do país escandinavo em expansão. Moradores de cidades como Amsterdã (Países Baixos), Barcelona (Espanha) e Veneza (Itália) estão mais resistentes a turistas. A economia mundial está gradualmente se desaquecendo.

Um cenário cada vez mais desafiador para a atividade turística está se formando no mundo. Os viajantes estão em transformação. Uma pesquisa feita pela Booking Holdings, com 21,5 mil turistas de 29 países, sinaliza para uma série de tendências que já estão impactando no segmento e devem ser reforçadas nos próximos anos.

10 viagens baratas para ir nas férias de Julho

1 - O turista busca lições para a vida

As viagens se tornarão um meio de realização pessoal. Os turistas estão focados em escolhas que tenham um significado maior, pois pretendem buscar agregar mais propósitos às suas viagens. Mais de dois terços (68%) dos viajantes brasileiros concordam que viajar trouxe lições de vida inestimáveis.

Entre os tipos mais populares de viagens com propósito, 84% dos viajantes brasileiros consideram participar de intercâmbios culturais para aprender algo novo, seguido por viagens envolvendo trabalho voluntário (72%) e vagas para trabalhos no exterior (72%).

10 Dicas para você aproveitar as férias em Minas Gerais

2 - Quanto mais prático, melhor!

Praticidade é a palavra da moda e será cada vez nais relevante na atividade turística. Inovações como inteligência artificial e reconhecimento de voz estarão cada vez mais presentes: acessar seu quarto de hotel meio do seu celular, receber dicas personalizadas de viagem ou acessar um concierge robotizado, que possa se comunicar com os hóspedes em seu idioma nativo.

Segundo a Booking.com, quanto mais práticas as inovações, melhor. Entre as preferidas pelos brasileiros estão o rastreamento de bagagem em tempo real por meio de um aplicativo no celular (79%) e um único aplicativo que possa armazenar todas as necessidades de viagem, reservas e planejamentos (76%).

3 - Viajar para lugares diferentes e fora da caixa

Empresas de viagem e outros bens de consumo farão investimentos em testes no planeta para se prepararem para o futuro no espaço, além de atender à curiosidade do consumidor em ultrapassar novas barreiras. Segundo a Booking.com, dois entre cinco viajantes brasileiros (41%) estãi animados com a possibilidade de fazer viagens espaciais no futuro, e 46% estão abertos a essa experiência, fazendo com que o Brasil seja um dos 10 países mais dispostos a desfrutar desta oportunidade.

Até que a viagem espacial se torne realidade, essa mentalidade nova e corajosa se volta às viagens mais próximas de casa, representada pelo desejo de explorar territórios desconhecidos aqui mesmo na Terra. Metade dos viajantes brasileiros (50%) confirmou que têm muito interesse em se hospedar abaixo da terra firme, em acomodações no fundo do mar.

4 - Férias personalizadas

Ao mesmo tempo que quer mais praticidade, por meio do uso de recursos tecnológicos, o consumidor também quer viagens mais personalizadas. "Não há contrassenso nisto", diz Luiz Cegato, da Booking. Segundo ele, recursos como a inteligência artificial garantem o uso de mais tecnologia no processo de planejamento das viagens, sem deixar que elas fiquem impessoais.

Os guias de viagem genéricos e abrangentes do passado abrirão caminho para conteúdo cada vez mais individualizado, curto e super relevante, que possa ser integrado de forma simples ao conteúdo do viajante. Dois em cinco viajantes brasileiros (40%) gostariam que alguém ou algo fizesse a parte mais trabalhosa de pesquisa e planejamento da viagem para eles, para que, assim, eles possam simplesmente receber recomendações de viagens e tomar suas decisões.

5 - Viagens conscientes

Refletindo o interesse global cada vez maior em questões sociais, como direitos humanos, igualdade e condições de trabalho, 2019 evidenciará um viajante mais consciente, que questiona ainda maiores as questões sociais, políticas e ambientais dos possíveis destinos de viagem antes de decidir onde ir. Atualmente, três quintos (62%) dos viajantes brasileiros sentem que as questões sociais nos possíveis destinos de viagem são verdadeiramente importantes ao escolher o destino, e 66% preferem não visitar o destino caso percebam que isso vai impactar negativamente as pessoas que vivem lá.

Segundo a Booking.com, como os viajantes procuram cada vez mais por experiências novas e autênticas, eles também querem garantir que podem viajar em segurança, independentemente do gênero, etnia ou orientação sexual.

Extra: Viagens sustentáveis

Se o assunto é sustentabilidade, os brasileiros estão entre as três nacionalidades que mais gostariam de compensar o impacto ambiental deixado por suas viagens, atrás de tailandeses e colombianos. "O brasileiro é uma das pessoas que mais pensa no mundo em sustentabilidade", aponta Luiz Cegato, gerente de comunicação e relações públicas da Booking.com para a América Latina.

Quase a totalidade dos viajantes brasileiros (97%) diz que estaria disposta a passar algum tempo praticando atividades que possam compensar o impacto ambiental de sua estadia, e quase metade (46%) se dispõem a recolher

Via; gazetadopovo

plástico e lixo de uma praia ou de outro ponto turístico.

#Dicasetendênciasturismo2020

14 visualizações