Viagens de final de ano - quais aos preparativos necessários?

Pequenos detalhes fazem toda a diferença no valor total da viagem.


O ano de 2017 foi um divisor de águas para o setor do turismo. Segundo a pesquisa "Sondagem do Consumidor - Intenção de Viagem", realizada em sete capitais do país no início do ano passado, através do Ministério do Turismo e Fundação Getúlio Vargas, foi possível constatar que o brasileiro estava pensando mais em viajar, principalmente quando se falava em programar viagens que seriam realizadas em curto prazo - até seis meses. As intenções subiram de 19,1% para 22,7% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.


Brasileiro valoriza mais a viagem que as compras, aponta estudo!


A melhora foi atribuída, em partes, aos feriados prolongados: o Ministério do Turismo estimava 21 bilhões de reais somente das datas comemorativas. Com a proximidade do final do ano e feriados prolongados no mês de novembro, a busca por viagens já voltou a todo vapor.


Preparações

Todo destino requer que alguns itens sejam checados com antecedência, porém, quando se trata de um destino internacional, a lista se torna um pouco mais extensa. É preciso cuidar de toda a documentação exigida pelo país, procurar casas de câmbio com boa cotação e ainda pensar em detalhes que trazem mais segurança e facilitam a comunicação, como o Seguro Viagem e o Chip de dados móveis e voz.


"O ideal é começar a resolver esses detalhes o quanto antes. Quando deixamos para última hora, podemos perder bons pacotes e descontos", aconselha Jung Park, sócio-fundador da NeoCâmbio, fintech especializada em câmbio e seguros de viagem. "Precisamos estudar as possibilidades e opções para entender o que compensa mais no quesito financeiro: utilizar um cartão pré-pago, fazer a troca das moedas aos poucos ou até mesmo utilizar o cartão de crédito, assim como precisamos pensar nos detalhes que garantirão nosso bem-estar e segurança", complementa.


Escolhendo o destino

Cada país tem suas exigências particulares. Os países da Europa, por exemplo, não precisam de visto - apenas o passaporte é suficiente, porém, a maioria deles considera o seguro de viagem um item obrigatório. "Basicamente, o seguro de viagem faz cobertura de qualquer imprevisto que possa acontecer durantes as férias: desde problemas de saúde até mesmo extravio de bagagens. Nós investimos muito nisso pois é, de fato, indispensável. Recentemente fechamos parceria com a OMNIT, para garantir excelência neste serviço", explica Park.


Viagem sem imprevistos

Para segurança total de gastos imprevisíveis, outro cuidado que o brasileiro deve tomar nas férias internacionais é o uso de dados móveis do celular. As operadoras não costumam oferecer o Roaming e a conta pode acabar vindo com uma surpresa nada agradável, pois trata-se de um serviço com preço elevado.

A boa notícia é que já existe uma solução: a NeoCâmbio, em parceria com a Solução Travel, criou o novo serviço de voz e dados. O turista adquire este chip e o substitui ao chegar no local de destino. Isso garante um preço acessível e fixo para o serviço.


Além destes serviços, a NeoCâmbio também oferece cartões pré-pagos, câmbio com até 15% de desconto e pacotes de serviços. Saiba mais: www.neocambio.io


Via: terra

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square